Cuidado com o exagero de sal e sódio

Cuidado com o exagero de sal e sódio

  • By chocolate
  • /
  • 138 Views
  • |

O exagero no consumo de sal e alimentos ricos em sódio representa um sério problema e está ligado a doenças crônicas como hipertensão, disfunções renais e infarto. Apesar disso, grande parte das pessoas abusa no consumo desses ingredientes, como atesta pesquisa do IBGE. Segundo o estudo, os brasileiros consomem cerca de 12 gramas diários de sal, ultrapassando o dobro da quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de 5 gramas por dia.

É importante entender, primeiramente, a diferença entre eles. O sal é um ingrediente comum nos cardápios das casas brasileiras. O tipo mais usual, o branco, é uma grande fonte de sódio (cada grama de sal tem 0,4 gramas de sódio). Seu consumo é importante para o organismo, mas os excessos devem ser evitados. Segundo o médico Drauzio Varella, ingerir até 2 gramas por dia (cerca de meia colher de café) é um hábito saudável, pois auxilia na manutenção do equilíbrio e distribuição dos líquidos corporais.

Ele chama a atenção para outros tipos de sal, como o marinho e o rosa, que não passam pelos processos de branqueamento do sal de cozinha e assim conseguem manter mais nutrientes. O médico também cita o sal light, com teor reduzido de sódio e indicado para os hipertensos. Mas, independentemente do tipo, é importante seguir as recomendações da OMS e não ultrapassar 5 gramas por dia, já que os exageros podem levar o sistema cardiovascular a ficar sobrecarregado e a gerar doenças crônicas a longo prazo.

Já o sódio está presente em vários alimentos do cotidiano, especialmente os industrializados, já que é um poderoso conservante. Por isso, é preciso redobrar a atenção. Não há uma quantidade indicada para o consumo, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aconselha que as pessoas criem o hábito de ler os rótulos e fiquem atentas aos ingredientes. Aqueles alimentos que possuem mais de 400 mg de sódio a cada 100 gramas de produto devem ser evitados, como embutidos, enlatados, temperos artificiais, biscoitos recheados, salgadinhos tipo chips etc. Se consumidos em grandes quantidades, podem ser uma porta de entrada para as doenças crônicas já citadas.

Para o médico Drauzio Varella, o ideal é, além de dar preferência aos tipos mais saudáveis de sal, buscar alternativas para substituir esse ingrediente e o sódio, consumindo-os sem excesso. Ele indica o uso de ervas e alho desidratados como tempero e aconselha a sempre dar preferência aos alimentos frescos no lugar dos com conservantes, principalmente os pratos prontos industrializados, com grandes quantidades de sódio.

 

 

FONTE: Site Sem Excesso – 26/07/2016

http://www.semexcesso.com.br/cuidado-com-o-exagero-de-sal-e-sodio/